segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Quem foi Batuira?

Vocês têm curiosidade em saber quem foi Batuíra? Bem, aqui vai uma pequena biografia retirada da Wikipedia:

António Gonçalves da Silva, conhecido como Batuíra, (nasceu em Águas Santas, 19 de março de 1839 e faleceu em São Paulo no dia 22 de janeiro de 1909), foi uma importante personalidade do espiritismo brasileiro.

Nascido em Portugal, numa aldeia próxima à cidade do Porto, emigrou com onze anos de idade para o Brasil, tendo vivido até aos quatorze no Rio de Janeiro, então capital do Império. Posteriormente, mudou-se para Campinas, no interior da então Província de São Paulo, onde trabalhou por alguns anos na agricultura.

Ao abraçar a Doutrina Espírita, dedicou-se de corpo e alma ao socorro aos aflitos e necessitados. Aos doentes, atendia com recursos de homeopatia, oferecidos muitas vezes em sua própria residência, um misto de albergue, asilo, hospital, farmácia e de escola, onde difundia os princípios espíritas. Acerca desse comportamento, afirmava-se à época que "um bando de aleijados vivia com ele". Quem chegasse à casa, fosse quem fosse, tinha cama, mesa e medicação.

Em 25 de maio de 1890 fundou o jornal Verdade e Luz, que ele próprio compunha a imprimia, destinado à divulgação doutrinária, e que alcançava, à época, a notável tiragem média de cinco mil exemplares. Além disso, proferia conferências espíritas em diversas cidades, criando grupos espíritas em São Paulo, Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Fundou a Livraria e Editora Espírita, onde era impressor e tipógrafo.

Casou-se em primeiras núpcias com Brandina Maria de Jesus, com quem teve um filho, Joaquim Gonçalves Batuíra. Em segundas núpcias, teve outro filho, que faleceu com apenas doze anos de idade.

Abriu mão de seus bens em favor dos necessitados, com destaque para a doação de sua casa, no Lavapés, para servir como sede da Instituição Cristã Beneficente "Verdade e Luz".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário